domingo, 8 de março de 2009

Católicos?!

O mais famoso caso de estupro e aborto no Brasil tá redendo e reacendendo a discussão sobre o aborto. E isso é muito bom. Acredito que ninguém esperava que um bispo católico fosse se levantar contra o aborto, ou melhor, contra o atentado ao Direito Humano mais básico: a Vida.

Mas, em meio a toda discussão e polêmica fiquei triste, pronfundamente triste por ver pessoas (amigos meus) que se dizem católicos e ao invés de defender a Igreja ajudam a jogar pedras, ao invés de se aprofundar e ajudar se limitam a emitir opiniões rasas sobre esses assuntos e se opõem a querer ouvir as motivações da Igreja a esse respeito.

Tenho minhas dúvidas de que pessoas que se dizem católicas afirmando acreditar na Eucaristia e venerar Nossa Senhora mas sejam tão desinformados e consumidos pela paródia midiática a ponto de se colocar contra a Igreja Católica quando o assunto é aborto e defesa da Vida. Sinceramente, tenho minhas dúvidas de que essas pessoas sejam realmente católicas.

Acredito que o termo mais adequado (inclusive empregado a um famoso senhor que mora no Planalto Central) a essas pessoas é caótica, elas não são católicas mas caóticas. Pois, não sabem o que estão dizendo, não sabem o que estão fazendo e assim pregam doutrinas completamete adversas daquilo que a Igreja ensina amplamente fundamentada nas Sagradas Escrituras e na Sagrada Tradição.

Em nome da liberdade e consciência se recusam a dar ouvidos ao que a Igreja afirma. Conversei com pessoas que não quiseram nem saber o porquê da posição da Igreja em relação a esse tema. É esse o pais democrático em que vivemos? Em que qualquer um pode falar o que quiser e quando quiser mas no momento em que um cristão (não incluo apenas os católicos) se posiciona contra a corrente, contra o pensamento imposto pela mídia é chamado de retrógrado, medieval, obscuratista ou sei lá o quê.

Ver pessoas consumidas pelo relativismo, pelo mal, pelo orgulho e egoísmo me deixa profundamente triste porque se continuarmos agindo e pensando dessa maneira o mundo não chegará muito longe e a humanidade se auto-destruirá.

Rezemos pelo ser humano, para que possa enxergar o mal que faz a si mesmo e aos outros e assim se converta para que todos assumamos nosso lugar no Reino de Deus.

Nenhum comentário: