quarta-feira, 16 de abril de 2008

Assassinam a jovem brasileira por recusar-se a abortar

.- Uma jovem brasileira de 16 anos, grávida e com três meses de gestação, foi assassinada por seu parceiro e pai de seu bebê por negar-se a abortá-lo. Depois do crime, o assassino abandonou o cadáver da desafortunada moça em uma planta petroquímica.

Assim o deu a conhecer o site pro-vida LifeSiteNews.com. Segundo o boletim de ocorrência policial, a jovem identificada como Mariana Almeida Andrade, foi encontrada em um terreno abandonado na região de Sao Miguel Paulista (Sao Paulo). Imediatamente se iniciou a busca de seu ex-parceiro quem ao ser capturado confessou seu crime.

O homicida de 17 anos, cuja identidade as autoridades não revelaram, "confessou em presença de seu pai" que matou Mariana porque ela se recusou a submeter-se a um aborto e "ele não queria ao bebê porque tinha uma nova noiva", assinalou Marcos Carneiro da Divisão de Homicídios do Departamento de Polícia local.

Depois de desculpar-se dizendo que "perdeu a cabeça", o assassino reconheceu que manteve "uma relação paralela com Mariana e com outra garota", asseverou.

Por ser menor de idade, o homicida será internado na Fundação CASA, aonde vão os criminosos de menos de 21 anos de idade.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=12985

Um comentário:

MP3 e MP4 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.