segunda-feira, 24 de março de 2008

85 PERGUNTAS E RESPOSTAS (parte 8)

71. Você fala da autoridade da Igreja e o peso de tradição. Mas eu fui ensinado que as Escrituras são a única regra de fé.

Você foi ensinado errado. A Escritura nega que seja a única regra de fé. O último versículo do evangelho de são João nos conta que nem tudo o que Jesus fez estão nas Escrituras. São Paulo nos fala inúmeras vezes que muitos poderiam citar centenas de textos mesmo não sabendo da doutrina cristã. De fato, a adoção de só a Bíblia levou a tantas opiniões pelos não-católicos. Finalmente, as Escrituras nos falam claramente que a Igreja católica é a regra de fé, que é a Igreja que Cristo enviou para ensinar todas as nações e a qual Ele comandou para os homens ouvirem e obedecerem. Quem acredita nas Escrituras como única regra de fé, acredita nas suas próprias interpretações erradas da Bíblia.

72. A Igreja não é construída no conhecimento que obtém da Bíblia?

Não. A Igreja católica foi construída por Cristo e em Cristo antes que uma linha do NT fosse escrito. Ela recebeu a doutrina dos lábios de Cristo, e é livre de erro em seu ensino pelo Espírito Santo. Entre 40 e 80 anos depois da fundação da Igreja, alguns de seus membros escreveram os livros do NT. Se os Evangelhos fossem a única regra de fé, então antes que eles fossem escritos não poderia ter havido nenhuma regra de fé!

73. Cristo nos deu a ordem para procurar as Escrituras. Jo. 5:39.

Isso foi uma réplica, não uma ordem, e você não pode transformar uma repreensão particular em uma lei universal. Se esta fosse uma lei universal, teria sido impossível de se realizar pela vasta maioria durante os 14 séculos antes da invenção da imprensa! Mas leia o contexto. Os judeus que se orgulhavam de sua fidelidade à Lei mosaica não acreditariam em Cristo. Ele os desafiou: "(vocês) procuram as Escrituras, porque pensam que nelas têm a vida eterna; e leas mesmas é que dão testemunho de mim". A Igreja católica poderia dizer da mesma maneira aos protestantes: "Vocês estão sempre falando de procurar as Escrituras ao invés de meus métodos, e pensam ter neles a vida eterna, independentemente de mim; contudo a mesma é que dá testemunho de mim ".

74. Nós não lemos que os cristãos primitivos procuraram nas Escrituras diariamente? At. 17:11

Eles receberam a verdadeira doutrina primeiro da Igreja pedagógica, e só então conferiam nas Escrituras. Esse é o procedimento certo, e os católicos de hoje fazem o mesmo. Mas seu modo não é ser ensinado primeiro pela Igreja, e então verificar, mas tentar entender sua própria religião da Bíblia com uma mente não treinada e por uma interpretação pessoal que a Escritura proibe.

75. Bem, eu não tenho medo de nada contanto que eu tenha a pura Palavra de Deus para ver.

Você não pode provar que é a pura Palavra de Deus sem a Igreja católica. Nem precisa de ter medo da pura Palavra de Deus. O que nós temos que temer é a Palavra de Deus adulterada por pessoas que a leram conforme seu gosto.

76. Dá pra ver o modo como você coloca tradições humanas no mesmo nível das Escrituras.

Como fonte de doutrina a Igreja católica confia em divinely tradição garantida, não em tradição meramente humana. Esta tradição divina é o ensino de Cristo, dado oralmente pelos os apóstolos e passada à Igreja, embora não escrito nas páginas do NT.

77. Então você tem a Tradição além das Escrituras?

Sim, e eu estou bastante bíblico fazendo assim. Cristo enviou os apóstolos para ensinar todas as coisas que Ele tinha lhes ensinado. No último versículo do evangelho de são João, nos conta que nem tudo está escrito nas Escrituras. Senem tudo foi ensinado, e nem tudo está nas Escrituras, então parte da doutrina cristã deve estar em outro lugar. Onde? São Paulo nos diz: "Entäo, irmäos, estai firmes e retende as tradiçöes que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa." IITs. 2:14. "Conserva o modelo das säs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus" IITm. 1:13. "E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idóneos para também ensinarem os outros." IITm.. 2:2. Todos os cristãos da mesma época acreditavam que a revelação cristã não só estava nas Escrituras, mas também na tradição. At. 2:42, "E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhäo, e no partir do päo, e nas oraçöes", isto é, o ensinando oral dos apóstolos que eles ensinaram a um ao outro, e passado para os filhos. Quem nega a tradição perde a doutrina completa de Cristo.

78. Eu não questiono as tradições nas Escrituras. Eu critico as tradições romanas que não estão nas Escrituras e que estão contra as Escrituras.

A Igreja católica rejeita todas as tradições que estão contra a Escritura. Ela aceita tradições divinas que são complementares a Escritura, e que estão em harmonia perfeita com os princípios ensinados nas Escrituras. As tradições que não estão nas Escrituras não podem ser a Palavra escrita de Deus. Mas as Escrituras dizem que a tradição existe, e que é de igual autoridade com a Palavra escrita de Deus.

79. Cristo não culpou os fariseus, dizendo, "Por que vocês transgridem a ordem de Deus por sua tradição?" Mt. 15:3.

Ele culpou, mas ele chamou de tradição e condenou a tradição errônea e meramente humana, não as tradições corretas nas quais, de acordo com são Paulo, nós temos que confiar. Você cita este texto somente porque contêm a palavra tradição, e sem qualquer avaliação de seu verdadeiro sentido.

80. O próprio são Paulo nos adverte:"Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e väs sutilezas, segundo a tradiçäo dos homens, segundo os rudimentos do mundo, e näo segundo Cristo"; Cl. 2:8.

O texto nos adverte contra tradições erradas, mas de maneira nenhuma condena tradições que não são humanas, mas que estão de acordo com Cristo. São Paulo não contradiz seu próprio ensino.

(continua)

Nenhum comentário: